Num momento em que o mundo requer pessoas qualificadas, não existe instrumento melhor para responder a essa demanda do que o investimento institucional na formação de recursos humanos qualificados por intermédio de pesquisa, por meio da qual o aluno aprenderá a serpesquisador empreendedor, ir atrás de respostas para várias questões e aprender, com isso, a ser inovador e responder a demandas e necessidades da sociedade, contribuindo não apenas para o desenvolvimento regional como para o nacional. O mundo está se revelando “sem fronteiras”, e a internacionalização é uma realidade na UNIFRAN, onde o corpo discente e docente, desde a graduação até o doutorado, complementa sua formação por meio de estágios de pesquisa no exterior, tanto pelo programa governamental “Ciências sem Fronteiras” como por acordos de colaborações interuniversitárias que mantemos com renomadas instituições internacionais ou por programas apoiados pelas agências de fomento sobretudo FAPESP e CAPES.

 

A Universidade de Franca  consta em seu quadro  um núcleo de relações internacionais que favorece e auxilia o intercâmbio de discentes e docentes, informações. Constam de suas atividades vários convênios interuniversitários internacionais com renomadas universidades europeias,  norte americanas e da América latina, entre outros.